Classificados
Governo de São Paulo inicia campanha de vacinação contra a gripe para os caminhoneiros nas rodovias do Estado
Bene Abreu:
7 de maio de 2020
Ação reúne ARTESP, Secretarias de Saúde Estadual e Municipais, Secretaria de Logística e Transportes e Concessionárias e visa auxiliar no combate ao coronavírus O governo do Estado de São Paulo.
Início » Governo de São Paulo inicia campanha de vacinação contra a gripe para os caminhoneiros nas rodovias do Estado

Ação reúne ARTESP, Secretarias de Saúde Estadual e Municipais, Secretaria de Logística e Transportes e Concessionárias e visa auxiliar no combate ao coronavírus

O governo do Estado de São Paulo dá início nesta quinta-feira, 7, à campanha de vacinação contra a gripe (H1N1) para caminhoneiros nas rodovias paulistas. A ação da Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP) é realizada em conjunto com a Secretaria Estadual de Saúde, a Secretaria de Logística e Transportes e concessionárias. A medida conta ainda com o apoio de diversas secretarias municipais de Saúde. A vacina contra a gripe não imuniza contra o novo coronavírus, mas contribui para reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios, evitando complicações e a demanda em serviços hospitalares.
A nossa campanha de vacinação antecipada priorizou os grupos para receberem a dose, os caminhoneiros estão expostos, porque desempenham um serviço essencial neste momento de combate à pandemia do coronavírus, então também são prioridade”, afirma o vice-governador Rodrigo Garcia. A campanha se estenderá pela próxima semana em locais variados (conforme tabela abaixo), de acordo com infraestrutura e logística de cada região.
Nossa preocupação é garantir a esses profissionais boas condições para que exerçam da melhor maneira seu trabalho. É uma medida adotada em respeito aos caminhoneiros que estão ajudando a manter viva a atividade econômica e o abastecimento à população”, ressalta o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto. Concessionárias e municípios montarão equipes que terão profissionais aplicando as vacinas contra a gripe, além de seguir com a aferição da temperatura e a orientação dos caminhoneiros em relação a dicas de higiene para a prevenção à COVID-19.
A campanha de vacinação contra o vírus Influenza é importantíssima nesse momento de pandemia, especialmente para aqueles que estão na linha de frente dos serviços essenciais, como os caminhoneiros. É uma forma de protegê-los de complicações trazidas por doenças respiratórias.  A realização da vacinação em pontos ao longo das rodovias – resultado de uma parceria entre a ARTESP, a Secretaria da Saúde, a Secretaria de Logística e Transportes, as concessionárias e os municípios – é uma estratégia que facilita o acesso dos caminhoneiros à vacina sem a necessidade de desvio de rota para chegar a um posto de saúde, ampliando assim o número de pessoas vacinadas no Estado”, afirma Renata Perez Dantas, Diretora de Assuntos Institucionais e Diretora Geral Interina da ARTESP.

Abaixo a lista de locais e horários em que a vacinação estará disponível:

Importância da imunização. A vacina contra a gripe não imuniza contra o novo coronavírus, mas a campanha é fundamental para reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios. “Além de proteger a população contra a Influenza, precisamos minimizar o impacto sobre os serviços de saúde em meio à pandemia de COVID-19, já que os sintomas destas doenças são semelhantes”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.
A gripe e a Covid-19 apresentam alguns sintomas que as tornam semelhantes, mas também há algumas diferenças. Entre as semelhanças, destacam-se febre, cansaço e tosse. Já o coronavírus pode provocar falta de ar, menos comum em gripes e resfriados. Os agentes causadores de cada doença são diferentes. Portanto, apenas o médico poderá investigar clinicamente a cada paciente, e pode ser necessária a realização de exames para o diagnóstico.
Os tipos de gripe e a COVID-19 A gripe é provocada pelo vírus influenza. Ele pode ser dos tipos A (H1N1), A (H3N2) ou B (Yamagata), que são divididos em subtipos. Já o agente por trás da COVID-19 é o SARS-CoV-2, que faz parte da família dos coronavírus. Ambos se espalham por gotículas de saliva de pessoas infectadas, principalmente através de tosse e espirros — ou ao passar a mão contaminada em olhos, nariz e boca.

Fonte: ARTESP – Assessoria de Imprensa

Você também pode gostar

Desenvolvido por:
phonefacebookwhatsapp